Artículos

04

Jun 2018

Controle Biológico de Pragas da Agricultura (Em português)

Publicado por

Dr. Afonso Celso Candeira Valois, Pesquisador Aposentado da Embrapa

No sentido de contribuir para a drástica redução da aplicação de agrotóxicos na agricultura e com isso permitir a obtenção de alimentos livres dos perigos químicos, a prática do controle biológico tem sido entendida como uma alternativa plausível de grande relevância. A eficiência relativa do controle biológico pode ser medida e comparada através do uso das seguintes variáveis:

ECoBio=VAC+ESP+DPPh+CAAp+APPhA, onde:

EcoBio- Eficiência Relativa do Controle Biológico

VAC- Virulência do Agente de Controle Biológico

ESP- Estádio Susceptível da Praga

DPPh- Fase do Desenvolvimento da Planta Hospedeira

CAAp- Condições Ambientais Apropriadas

APPhA- Interação Agente de Controle Biológico x Praga x Planta Hospedeira x Ambiente.

A tecnologia do controle biológico de pragas da agricultura, bastante recomendada para as regiões brasileiras, consiste na ação de parasitas e predadores ou patógenos para manter a densidade do outro organismo em patamares inferiores daqueles que ocorreriam em sua ausência, sem contaminar o meio ambiente ou causar efeitos pleiotrópicos ou colaterais danosos à saúde humana e animal.

Na estratégia e tática de aplicação do controle biológico de condicionantes da agricultura é fundamental considerar a aplicabilidade dos feromônios e armadilhas apropriadas, bem como, o significado das ações de cairomônios e alomônios, que são semioquímicos, entendidos como substâncias químicas produzidas por organismos que modificam o comportamento de outros seres vivos!

Em Brasília (DF), a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia possui uma competente área de controle biológico, de reconhecimento nacional e internacional, que vem produzindo resultados de extrema relevância para a aplicação bem sucedida na agricultura e em outras áreas de realce!

 



Lea también